Arquivo de etiquetas: Abraão

Bem aventurados em Cristo

Mateus 5:1,2 – “Vendo as multidões, Jesus subiu ao monte e se assentou. Seus discípulos aproximaram-se dele, e ele começou a ensiná-los (…)”

Jesus ao subir ao monte se assentou com os seus discípulos para os ensinar a respeito das maravilhas do seu Reino. Naquele momento Ele os alertou que bem aventurado seria aquele que fosse humilde de coração, este sim teria a verdadeira recompensa (Mateus 5:3-10).

Bem aventurado seria o que confia no Senhor. Que sejamos, irmão, como Abraão, ele creu, ainda que não via. E assim, a fé que ele tinha não foi em vão (Romanos 4:18-22).                                               

Diferente do mundo hoje onde o dinheiro mostra quem é maior, quem tem mais valor, Jesus nos mostra através de seu exemplo deixado aqui na terra, que aquele que entre vocês for o menor, este será o maior (Lucas 9: 46-48).

Por isso, meus amados irmãos, ainda que neste mundo venhamos a sofrer humilhação, perseguição, dor e até mesmo perdermos as nossas vidas por este evangelho (Mateus 5:11-12), saberemos que há um lugar maravilhoso ao nosso encontro, a promessa de Deus é viva e eficaz!

Basta trilharmos o caminho santo de Jesus, e firmar os nossos passos na tua Palavra que é vida! Ele te sustentará!!! Creia nisso, você é mais que vencedor!!

Iaçanan Rodriguesiacanan

Discípula de Cristo

iasananrodrigues@hotmail.com

Anúncios

Ser escolhido ou escolher

Mateus 1.

Como eu gosto de fazer no inicio de cada estudo, vou explanar um pouco sobre o autor e quem era o público alvo deste livro, pois nos norteará em toda a sua leitura.

Este livro foi escrito por Mateus ou Levi em algumas traduções. Foi um dos Apóstolos de Jesus, era coletor de impostos antes de ser convocado pelo Mestre.

Neste livro Mateus escreve com uma clara ideia de revelar Jesus ao povo judeu, e toda a escrita gira em torno disto.

Já no primeiro capitulo temos um ensino precioso para as nossas vidas. Vamos lá então:

Nos versículos de 1-16 vemos Mateus descrevendo a genealogia de Jesus O “Cristo”, quantos de nós já passamos correndo por estas leituras sobre genealogias?

Mas existe algo maravilhoso dentro de cada uma delas, neste caso vemos Mateus começando muito bem esta genealogia e chamando bastante atenção do povo Judeu.

Mateus 1:1 Livro da genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão.

Mateus já apresenta Jesus como filho de dois dos maiores homens da historia de Israel:

Abraão – Pai da fé, da promessa e da Aliança.

Davi – O grande Rei, cujo cetro nunca se afastaria de sua descendência.

Só que a partir daí ele muda drasticamente sua escrita, mostrando para o leitor uma lista de antepassados que muitos de nós gostaríamos que ninguém ficasse sabendo.

Falaremos sobre alguns deles a partir de agora:

Isaque – Pouco se fala sobre Isaque nas escrituras, foi um personagem totalmente apagado entre os proeminentes Abraão e Israel. Uma pessoa que se não fosse filho de Abraão e pai de Israel provavelmente nem seria registrado nas escrituras.

Jacó – Mateus faz questão de chama-lo de Jacó e não de Israel, trazendo a memória do povo Judeu quem Israel tinha sido antes do seu encontro com Deus.

Judá – Um homem que teve participação ativa na trama que visava o desaparecimento de seu irmão mais novo José.

Tamar – Uma mulher que teve um filho com o seu sogro, em uma situação de muitos enganos e mentiras de ambas as partes.

Raabe – Prostituta de Jericó.

Rute – Uma mulher estrangeira, os Israelitas consideravam que todo estrangeiro eram pessoas inferiores.

Salomão – Apesar de ser um homem muito sábio, Mateus deixa bem claro que ele nasceu de uma relação de adultério do seu pai Davi com Bate-seba.

Roboão – Rei durante a divisão das Doze tribos de Israel nos reinos do Norte (10 tribos) e do Sul (2 tribos).

Manassés – O pior rei de toda a história de Israel.

Mateus faz questão de mostrar para o povo Judeu que a descendência de Jesus não é assim tão perfeita e que Deus não escolhe pessoas, mas ele usa e faz acontecer conforme Ele quer e conforme a pessoa se coloca a Sua disposição.

O nosso Deus não se importa com quem você era, quem era ou são os seus descendentes e parentes, se sua família só te traz vergonha, mas Ele se importa sim no que Ele pode te tornar se você deixar.

De uma descendência totalmente arrebentada Ele trouxe Aquele que é a Luz do mundo, e isto é só pela graça amados, estas pessoas não escolheram estar na linhagem do Rei dos reis.

Deus não escolhe pessoas, mas usa poderosamente aqueles que O Escolhe.

Deus quer te tornar luz aí onde você está não importa em qual situação familiar você se encontre, só abra espaço para Ele te usar.

Senhor, faça de mim luz para minha família, tira de mim tudo que ainda tenta apagar a sua Luz em mim.

Márcio Alexsandermarcio

Discípulo de Jesus

maccosta@oi.com.br

Não se conforme com a metade do caminho…

Você já deve ter lido a história de Abraão. Sendo assim, sabe que ele morava em Ur dos caldeus e que seu pai Tera saiu desta terra e levou sua família para outro lugar (Gn 11.31).

Agora, nesta história, quero destacar um detalhe importante que chamou minha atenção:

Compare o final de Gn 11.31, com o final de Gn 12.5:

  •  “[…] para ir à terra de Canaã; e vieram até Harã e habitaram ali.” Gn 11.31
  • “[…] e saíram para irem à terra de Canaã; e vieram à terra de Canaã.” Gn 12.5.

Bom, a primeira parte refere-se justamente a esta viagem que Tera fez com sua família. A segunda refere-se à obediência de Abraão ao chamado de Deus (“Sai-te da tua terra […] para a terra que eu te mostrarei” Gn 12.1).

O detalhe importante é que, o objetivo de Tera, pai de Abraão, já era ir para Canaã (Gn 11.31), mas ele acabou ficando em Harã.

Tomemos, pois, o exemplo de Abraão:

Que não nos contentemos com a METADE do caminho; mas que o nosso foco e ação esteja em percorrermos TODO o caminho que nos foi proposto por Deus!